Bridgestone inaugura Centro de Educação Ambiental na Bahia

0

A Bridgestone, maior fabricante de pneus do mundo, acaba de inaugurar o Centro de Educação Ambiental (CEA) em sua unidade localizada em Camaçari, na Bahia. No local, serão desenvolvidas ações com foco no meio ambiente e sustentabilidade para alunos de 07 e 08 anos de escolas públicas.

No CEA, serão realizados workshops que envolvem apresentações teóricas e práticas, com atividades sobre materiais recicláveis, jogo interativo sobre meio ambiente, oficinas de brinquedos e objetos baseadas no conceito 3Rs da Sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Os visitantes também conhecerão o viveiro localizado na fábrica, para aprenderem sobre o plantio de mudas.

“Por meio de seu compromisso global de responsabilidade social, Nosso Jeito de Servir, a Bridgestone trabalha continuamente em prol de uma sociedade sustentável e um meio ambiente saudável para as gerações atuais e futuras”, comenta Marcelo Araujo, diretor industrial da fábrica da Bridgestone de Camaçari. “Um dos pilares fundamentais da Área Prioritária Meio Ambiente é a atuação em harmonia com a natureza, contribuindo para a biodiversidade por meio da melhoria de habitats, pesquisa e educação ambiental, premissa do Centro de Educação Ambiental”, completa.

Todas as atividades foram desenvolvidas para incentivar o pensamento para uma consciência sustentável. “O intuito é estimular que as crianças façam uma análise sobre a sua relação com o meio ambiente e a sociedade para que sejam disseminadoras das boas práticas”, explica Araujo.

Ações de Meio Ambiente

Todas as fábricas da Bridgestone no Brasil estabeleceram indicadores específicos em seus processos de produção, logística e matérias-primas, voltados para a redução de emissão de CO2, redução do consumo de água e energia e geração de resíduos zero.

Na planta de Camaçari, iniciativas como automação do sistema de captação de água, instalação de redutores de vazão e melhorias na rede de abastecimento industrial promoveram, entre 2014 e 2019, a redução de 47% no consumo de água na unidade. Já as emissões de CO2, durante o mesmo período, foram reduzidas em 26% a partir de medidas como a instalação de inversores de frequência em equipamentos de grande consumo de energia elétrica, controle operacional do sistema de climatização e isolamento das linhas de vapor e água quente. No consumo de energia elétrica,  a redução foi de 17%, no mesmo período.

Na fábrica, todos os resíduos provenientes das operações da planta são reciclados, com exceção daqueles classificados como ordinários, a exemplo dos resíduos sanitários. Os demais, como rebarba de pneu, tecido emborrachado, sucata de alumínio, embalagens retornáveis, entre outros, são submetidos à reciclagem por meio de processos como co-processamento, reúso, além de outros, a depender do tipo específico do material a ser tratado.

A unidade possui, ainda, um biodigestor, dedicado ao processamento dos resíduos orgânicos produzidos em seu refeitório, material que, após o período de maturação necessário ao processo de biodigestão (decomposição anaeróbia – sem a presença de oxigênio), é convertido em biofertilizante, utilizado como adubo, e biogás, canalizado e empregado no abastecimento de um gerador de energia elétrica. Atualmente, a planta recicla 99,6% dos resíduos orgânicos gerados na fábrica.

Fonte: Bridgestone

Compartilhe.

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.