A importância do controle de estoque para pequenas e médias empresas

0

*Robinson Idalgo     –     Tem total controle do estoque da sua empresa? Se você está em dúvida, saiba que pode estar sofrendo prejuízos sérios. Primeiro, porque pode ser vítima de furtos e nem perceber isso antes de ser tarde demais e, segundo, porque você pode perder grandes oportunidades para negociar com seus fornecedores e criar promoções para seus clientes.

No controle de estoque, além das quantidades, os empresários precisam ter claro quais são os valores envolvidos. Com essas informações à mão, fica mais fácil organizar demandas e vender sempre mais.

As grandes empresas costumam trabalhar com um rigoroso controle de estoque, normalmente realizados com softwares próprios, mas ter esse controle é ainda mais vital para as pequenas e médias empresas. Em uma grande indústria, seria terrível perder parte da sua produção, mas para uma pequena loja, por exemplo, isso pode significar o fim de suas atividades.

Um problema muito comum é o furto. Cerca de 77% das empresas brasileiras já sofreram algum tipo de furto, muitas vezes praticados por seus próprios funcionários. O dado é da ABSO (Associação Brasileira de Segurança Orgânica), que ainda afirma que o valor médio do furto é de R$428,00. Se o roubo acontecer sistematicamente, pode quebrar qualquer negócio.

Não ter um controle correto do seu estoque pode gerar problemas também com o capital de giro da empresa. Ter um estoque muito grande é o mesmo que ter dinheiro parado. Já não trabalhar com estoque pode representar dinheiro perdido, pois compras de última hora com fornecedores não permitem uma boa negociação e quanto mais tempo o cliente precisa esperar para ter seu produto, maior a chance dele desistir da compra.

Empresas que trabalham com muitos produtos diferentes, como lojas de roupas, de eletrônicos, papelarias, etc, são as que mais precisam ter atenção com seu estoque porque essa grande variedade ajuda a complicar as coisas. Por isso, é importante ter processos de entrada e saída muito bem definidos.

Ter o controle de estoque no papel ou em planilhas de inserção manual são opções para pequenas empresas, mas que certamente causam muita perda de tempo e dinheiro. Alimentar uma planilha de forma correta exige muita atenção. E para que o estoque esteja continuamente em dia, é preciso inserir informações atualizadas a todo instante.

A maioria das empresas vem investindo em softwares de gestão. Existem opções no mercado para diferentes tamanhos de empresas e com diferentes valores. Pequenas e médias podem trabalhar até mesmo com sistemas gratuitos. Os softwares de gerenciamento possuem diferentes módulos que se complementam, fazendo com que as entradas de materiais e vendas de produtos atualizem de maneira automática as informações do módulo de estoque da empresa.

Essas informações, organizadas e atualizadas, podem gerar boas oportunidades de negócios. É possível analisar a rotatividade de determinados produtos, prever sua necessidade de matéria prima e já negociar com o fornecedor melhores prazos e preços. Já com os produtos que estão parados no estoque, é possível pensar em promoções para seus clientes. Ofereça um preço especial para seus clientes mais fiéis, ou incentive a venda para consumidores que já tenham adquirido produtos parecidos. Trabalhe estrategicamente para renovar seu estoque e oferecer o melhor para sua clientela.

Ter uma empresa bem sucedida exige paciência, perseverança e muito controle. É preciso saber tudo o que está acontecendo no seu negócio e ainda prever possibilidades. O controle do estoque é mais um desses cuidados necessários, por isso apostar em soluções que facilitem esse tipo de processo representa ganhos significativos de tempo e dinheiro para sua empresa.

*Robinson Idalgo – fundador da SoftUp – empresa brasileira criadora do sistema de gestão* (ERP) grátis. Mais informações no site: www.sistemagratis.com.br

Compartilhe.

Escreva um comentário