Investimentos em reparos e manutenção norteiam negócios na NT Expo 2017

0

Inaugurada nesta terça-feira, 07, a 20ª NT Expo abriu o principal encontro da cadeia de prestadores de serviços, equipamentos e tecnologia do setor metroferroviário e as operadoras de cargas e passageiros de todo o país. Voltada para o networking, a feira replicou o momento experimentado pelo mercado: uma retomada de investimentos atenta à demanda por excelência em serviços de modernização, manutenção e reparação, tanto de infraestrutura quanto de equipamentos.

“Este é um momento muito importante para todo o setor. Vivemos a consolidação de uma nova via de investimentos, orientados à manutenção e reparação, que tem como base o comprometimento de todas as empresas em aprimorar e em modernizar os serviços prestados aos embarcadores de cargas e de passageiros de todo o Brasil”, diz o diretor do portfólio de infraestrutura da UBM Brazil, organizadora do evento, Renan Joel.

Fabricante de materiais de fricção, a Fras-le é uma das expositoras da NT Expo que está inserida no nicho de fornecedores de peças utilizadas na manutenção de trens de carga ou de passageiros. “A demanda por manutenção no setor ferroviário ainda tem um potencial muito maior que deve ser explorado com a renovação das concessões de ferrovias e o andamento de obras paralisadas. Acredito que vamos começar a sentir os sinais da recuperação no setor ferroviário nos próximos dois anos, uma vez que a tendência do setor é acompanhar o PIB da indústria, em especial o agrícola”, afirma o coordenador de vendas da empresa, Alexandre Achcar.

A empresa traz, entre as novidades para a NT Expo, um recurso de Indicador de Desgaste, que é aplicado nas sapatas ferroviárias para indicar o momento correto para a substituição da peça e assim evitar o desperdício de material de atrito com substituições prematuras. “Esperamos encontrar, como em todas as outras edições, nossos clientes e novas prospecções”, comenta Achcar.

Quem tem a mesma linha de raciocínio é o engenheiro de vendas da Belden, empresa especializada na produção de cabeamentos industriais e na fabricação de equipamentos para comunicação e conectividade, Miguel Gaio. “O investimento em manutenção é algo que deve ser constante, pois este é um dos principais caminhos para que o setor metroferroviário nacional caminhe em direção à sua retomada de negócios, complementa.

Fonte: Conteúdo Empresarial

Compartilhe.

Escreva um comentário