Porto de Santos em movimentação de carga fecha o ano com recorde

0

De acordo com o resultado do balanço realizado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), autoridade portuária e administradora do complexo portuário santista, o Porto de Santos finalizou o ano de 2018 com 131,5 milhões de toneladas sobre a demanda de cargas.

De acordo com o resultado do balanço realizado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), autoridade portuária e administradora do complexo portuário santista, o Porto de Santos finalizou o ano de 2018 com 131,5 milhões de toneladas sobre a demanda de cargas.

Segundo a instituição, o aumento foi de 1,3%, comparado ao ano de 2017, período em que a movimentação foi de 129,8 milhões de toneladas. Os dados ainda apontam que a soja ocupou lugar de destaque, alcançando um resultado bastante superior a 2017. Sua movimentação foi de 20,3 milhões de toneladas, apresentando um crescimento de 23% em relação ao período anterior.

A Codesp mostra que o açúcar foi destaque, apesar do baixo desempenho comparado às metas impostas no ano passado. O produto moveu 14,2 milhões de toneladas, índice 24,3% abaixo do ano anterior, de 18,7 milhões de toneladas. Já o milho teve movimentação de 12,4 milhões de toneladas, volume 12,6% abaixo do que se verificou em 2017.

Mesmo em meio aos resultados inferiores, o açúcar e o milho também tiveram o seu lugar de destaque no período.

Os embarques de celulose garantiram sua posição de destaque e puderam contar com um novo terminal no porto, para filtrarem a produtividade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. As exportações alcançaram 4,5 milhões de toneladas, o que corresponde a um crescimento de 46,4%, na comparação com os resultados do ano de 2017.

Segundo a Codesp, a previsão para 2019 é de 136,4 milhões de toneladas de produtos no Porto de Santos, aumento de 3,7% diante do resultado de 2018.

Importância da indústria e a movimentação de cargas no Brasil

Devido aos transtornos ocasionados pela greve dos caminhoneiros, a sociedade, de um modo geral, passou a valorizar mais o trabalho realizado pelos caminhoneiros para o transporte de cargas no Brasil.

Essa atividade é a principal responsável pela movimentação da economia brasileira, e durante o período da greve foi possível perceber o quanto esse elemento faz falta para o País e o quanto impactou de forma negativa em todos os setores.

É de suma importância que a sociedade, como um todo, dê total apoio aos caminhoneiros, pois por meio do transporte de cargas conduzido por eles é que alimentos, peças de roupa, remédios, produtos e matérias-primas em geral chegam ao seu lugar de destino para o abastecimento das prateleiras de supermercados, indústrias, escolas e assim por diante.

Para que toda essa carga chegue em plena segurança, é importante que as empresas de transporte, independente do estilo de modais, invistam em equipamentos de boa qualidade e que possam garantir a segurança não só da mercadoria transportada, mas também do motorista, e serem eficientes o bastante para evitar riscos de acidentes.

A Polifitema é uma empresa especializada em diversos equipamentos de segurança, como o gancho para amarração de carga. Seu objetivo é oferecer aos seus clientes equipamentos de boa qualidade, desenvolvidos com a mais alta tecnologia, de modo a superar todas as expectativas.

Fonte: DINO

 

Compartilhe.

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.